A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA SOCIEDADE: UM ESTUDO DA REPRESENTAÇÃO SOCIAL SOBRE “MÚSICA” DOS ALUNOS DO PROJETO “TOCANDO EM FRENTE”

Nome: Fernanda Sampaio de Almeida
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 15/12/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Marcos Vogel Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Camila Lima Miranda Examinador Externo
Marcos Vogel Orientador
Maria Aparecida de Carvalho Examinador Interno

Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo investigar a Representação Social da “música” entre os participantes do projeto de música “Tocando em Frente”, da cidade de Cachoeiro de Itapemirim, ES. Buscando analisar o potencial educativo do projeto, que traz a música como um cerne da formação do sujeito, o modelo de educação não formal e os objetivos do projeto dentro da atuação no Terceiro setor. Os pressupostos de Penna (2008), Souza (2000), Kleber (2008), foram evidenciados na construção teórica da pesquisa juntamente com o conceito de educação não formal desenvolvido por Gohn (2009). A pesquisa se caracteriza como qualitativa de caráter exploratório, trazendo como referencial teórico metodológico a Teoria da Representação Social segundo Moscovici (2009), através da abordagem estrutural segundo Abric. A coleta de dados foi realizada através de um questionário semiestruturado segundo Abric. Para tratamento dos dados foram utilizadas ferramentas computacionais de livre acesso para auxiliar na construção do possível Núcleo Central da Representação Social dos participantes da pesquisa. Para complementação da discussão da Representação Social dos sujeitos, foi utilizada Análise de Conteúdo, segundo Bardin (2016). Diante dos resultados identificado o possível Núcleo Central da Representação Social através da análise do Quadrante de Vergès e a Análise de Similitude, com os termos “amor”, “aprendizado” e “persistência”. A discussão dos termos foi relacionada com a construção teórica do que fora considerando o potencial educativo do projeto com a tríade formativa: música como um cerne da formação do sujeito, o modelo de educação não formal e os objetivos do projeto dentro da atuação no Terceiro setor. As categorias da Análise de Conteúdo foram relacionadas com os objetivos sociais do projeto, o que ajudou na indicação do termo “aprendizado” como o mais relevante a Representação Social do grupo. Diante dos resultados as considerações finais apontam para a necessidade de avaliação em relação aos objetivos dos projetos sociais considerando os sujeitos e a reflexão sobre como esses projetos podem se tornar um álibi às obrigações do Estado e discursos neoliberais.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910