OLHARES SOBRE BOTÂNICA: percepção botânica de estudantes de Jerônimo Monteiro - ES

Nome: Lucas da Rocha Lopes
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 08/02/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Juliana Rosa do Para Marques de Oliveira Orientador
Marcos Vogel Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Anderson Lopes Peçanha Examinador Interno
Marcos Vogel Orientador
Rafael Gustavo Rigolon Examinador Externo

Resumo: Botânica é o ramo da Biologia que estuda os organismos vegetais, desde algas até plantas com flores e frutos com relação às suas morfologias, fisiologias, relações com outros seres vivos, inclusive com o ser humano. Trabalhos recentes indicam que as pessoas não reconhecem ou não valorizam as plantas, este fenômeno é denominado de “cegueira botânica”. Esse fenômeno está diretamente ligado à forma como as pessoas percebem as plantas, a percepção botânica. Com isso, o objetivo desta pesquisa foi investigar como é a percepção botânica e o Ensino de Botânica para estudantes da Educação Básica de um município da região do Caparaó Capixaba. Por meio da aplicação de questionários para estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental, do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Jerônimo Monteiro. Além disso, foram selecionados alguns dos estudantes para serem entrevistados. Os questionários foram elaborados baseando-se na Escala Likert com cinco graus de concordância. Foi utilizada a técnica de análise de conteúdo para analisar as entrevistas, e para auxiliar na análise de conteúdo utilizou-se o software Iramuteq para realizar a análise de similitude. Os resultados encontrados nesta pesquisa são: os hábitos dos estudantes parecem exercer bastante influência na percepção e no reconhecimento das plantas em seus cotidianos e como elementos presentes na cultura; a família exerce grande influência na formação do interesse e na criação de hábitos de cuidados com as plantas; a escola não foi reconhecida como um agente de influência no interesse dos estudantes em relação as plantas; apesar dos estudantes reconhecerem a existência das plantas em seus respectivos cotidianos, ainda apresentam sinais de “cegueira botânica”; o termo “cegueira botânica” pode não ser o melhor termo para designar o fenômeno de não percepção das plantas no ambiente, foi proposta a substituição do termo por despercebimento botânico.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910